Foto por Greg Jeanneau . Disponívell no Unsplash

Céu azul tem um quê de paraíso
Tom pastel é uma delícia
Céu feliz vira mar
Céu triste despenca
sobre vossas cabeças
Céu, tecido estampado
Passarinho corta no sobrevoo
À noite, estampa de bolinhas
Estrela o cose, constela
Lua nova até sorri
Vendo o velho céu
Conversa a noite toda
Até o sol abrir a boca
em incêndio celestial
Olha a hora! Aurora
Dá bom dia a horda passarinhal.

Gostou do poema? Deixe seu aplauso, comentário ou compartilhe. Obrigado pela leitura.