A saudade bate,
eu levo.

Um murro duro,
que quebro.

Quando estou cinza,
sorriso amarelo.

Coração luta,
não para de bater.

Estou convicto,
sou invicto em saudades.

Poeta e escritor nas horas vagas e não vagas. Instagram: @purapoesiaa